Buscar
  • Simone Casas

Sabia que tudo comunica, O que você vê nessa imagem?






Quero muito falar com você sobre comunicação não violenta, e como isso ocorre.


Marshall Rosenberg, usou sua experiência como psicólogo e criou o método da comunicação não violenta (CNV) ou compassiva, uma ferramenta eficiente para capacitar aqueles que visam se autoeducar para restabelecer a confiança mútua entre pessoas, instituições, povos e nações.

Quando você diz "não" pra alguém, você está querendo dizer sim, não para a outra pessoa, mas para a sua própria necessidade. Aliás, existe uma grande diferença entre um pedido e uma exigência exatamente, por isso. Pensa ai se não é o mesmo quando alguém diz "não" pra você.





Embora possamos não considerar “violenta” a maneira de falarmos, nossas palavras não raro induzem à mágoa e à dor, seja para os outros, seja para nós mesmos.

E o fato é que existem uma forma de falar impensadamente que prejudica toda a construção feita anteriormente, isso se dá pela sutil diferença entre problema complicado e problema complexo, e quando algo ocorre eu e você queremos resolver os problemas complexos com com a lógica dos problemas complicados, ou seja que as partes dos envolvidos tem sentimentos e necessidades e precisam ser considerados.

Penso que tudo isso se da pelas muitas informações, fake news, são muitas informações e a grande" bolha digital" que tem esse nome porque acaba por fazer com que o usuário fique preso a determinados assuntos e informações. Já que tudo aquilo que não se encaixa com que o usuário normalmente pesquisa, curte ou compartilha, não será apresentado para ele no seu feed.

Existe toda uma estrutura na forma de comunicar , e ela acontece de duas formas:

Usando a Empatia, a Autenticidade e gerando com elas conexão. Segundo Otto Charmer em seu livro Teoria U , existem alguns níveis de escuta que pode nos auxiliar:

1- Downloading

2-Open Mind

3- Open Heart

4-Open will

E sua grande descoberta da Teoria "U" é conseguir abrir mão da minha vontade para compreender o outro.

Sugestão, Se observe!

Saiba estar atento ás suas interpretações, identifique as necessidades por trás das falas, demonstre como você está ouvindo, seja autêntico e não use o sincericídio.

Lembre-se de usar Observações, Sentimentos, necessidades e pedidos que você ou o outro faz na comunicação.

Tudo isso agregado a empatia vai te diferenciar das pessoas comuns...


Saiba comunicar e ganhe o mundo, hoje existem sim desafios globais e precisamos pensar de forma global para falar a língua do planeta.


Bem vindo ao novo normal e como diria Yuval Harari... observe as lições para o Séc.21.


3 visualizações

Faça parte do meu grupo de líderes:

© 2020 Simone Casas